19 de Junho de 2018
geral@cm-amares.pt
02:52

Notícias Relacioandas

Não existem notícias relacionadas disponíveis.

Notícias

Notícias

Bolachas e farripas de citrinos biológicos e vinho loureiro de Amares associam-se à marca Namorar Portugal

20-02-2018

Dois produtos distintos produzidos em Amares juntaram-se à marca Namorar Portugal, impulsionada pelo município vizinho de Vila Verde, numa perspetiva de promoção e valorização daquilo que é produzido no concelho. São eles: a nova linha de Bolachas e Farripas de Citrinos Biológicos, da Quelha Branca e o Vinho Branco Loureiro NP, da marca Socalcos de Bouro.

A Quelha Branca passou a abraçar este projeto com farripas de tangerina e com uma variedade de cinco sabores de bolachas – laranja, canela, canela e erva-doce, gengibre, e café e avelãs – “dois produtos artesanais e com certificado biológico”, de acordo com Arminda Costa. 

Já o Socalcos do Bouro apostou no novo vinho verde loureiro, um vinho monocasta, 100 % loureiro e distinto do anterior que juntava as castas loureiro, arinto e trajadura, conforme explicou Vítor Gonçalves. 

“É um vinho mais leve, mais elegante e menos complexo”, sublinhou.

Amares defende união de sinergias entre municípios para promoção do território

Na apresentação oficial à comunicação social  que decorreu, esta manhã, na Galeria de Artes e Ofícios de Amares, em Ferreiros, o vice-presidente da Câmara Municipal de Amares, Isidro Araújo, reconheceu a importância das parcerias entre os municípios para potencializar cada um dos territórios.

“A Quelha Branca representa bem o conceito daquilo que queremos para Amares e que é empreendedorismo e inovação. Trata-se de uma empresa que é já uma referência de grande qualidade nos derivados de laranja. O Socalcos do Bouro é um exemplo de uma empresa familiar muito significativa na produção do vinho e que tem um produto de excelência, com uma qualidade acima da média, sempre com uma grande preocupação de fazer bem e fazer bom», sublinhou Isidro Araújo.

“Tudo o que é bom e tem qualidade é bom para todos e, neste sentido, consideramos que o Município de Amares deve andar de mãos dadas com os concelhos vizinhos”.

A mesma ideia foi partilhada pelo presidente da Câmara de Vila Verde. “Os territórios não são concorrentes, são complementares, porque têm estratégias mútuas. O sucesso de Vila Verde é o sucesso de Amares e vice-versa, por isso, é necessário que os Municípios trabalhem numa rede de parcerias, agregando vontades e energias”.

Já a vereadora Júlia Fernandes lembrou que, para além destes dois, Amares tem mais dois produtos associados à marca Namorar Portugal, um da Devesa do Cávado e outro de Elisabete Dias (joias de estanho).