17 de Dezembro de 2017
geral@cm-amares.pt
02:08

Notícias Relacioandas

Não existem notícias relacionadas disponíveis.

Notícias

Notícias

Amares homenageou heróis filhos da terra no dia do Município

10-04-2017

No dia em que se assinalaram os 503 anos do foral de Amares, o Município homenageou 184 amarenses que estiveram a defender as cores da bandeira portuguesa na 1ª Grande Guerra, dignificando o concelho, numa cerimónia em que foi apresentado o livro "Amarenses na 1ª Grande Guerra (1914-1918): Os seus combatentes", da autoria de Manuel Penteado Neiva, uma obra que resgatou do esquecimento os heróisfilhos da terra.

“É um gesto bonito e uma justa homenagem recordar todos aqueles amarenses que serviram o país em defesa da nossa honra”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira”.

“O nosso concelho constrói-se a partir de uma passado e de pessoas que construíram a história e, nesse sentido, quero destacar o importante papel de cada cidadão que contribuiu para o progresso desta terra”, acrescentou o autarca, dizendo que “o Município de Amares tudo fará para honrar esse legado”.

O vice-presidente da Autarquia, Isidro Araújo, manifestou o seu profundo contentamento pela data evocativa a estes amarenses. “Estava por fazer esta homenagem a estes 184 amarenses que com oseu esforço enorme representaram Amares na 1ªGrande Guerra”, frisou.“A Câmara estará sempre disponível para fazer jus à sua memória e mostrar gratidão aos seus antepassados”, acrescentou Isidro Araújo.

Referindo-se à própria obra, o autor, Manuel Penteado Neiva, mencionou que o livro tem como missão “cumprir o dever de cidadão e, neste caso, é a paga de um tributo dos amarenses aos seus heróis”.

Manuel Penteado Neiva sublinhou a necessidade de recordar esses homens. “É importante trazê-los à nossa memória e nada melhor do que expor peças que pertenceram a esses combatentes e fixar em livro abiografia de mais de uma centena e meia de combatentes que partiram das terras de Amares, para Flandres, para Angola e Moçambique”.

Apresentada pelo coronel Luís Coutinho de Almeida, a obra destaca três homens de Amares na história da Grande Guerra: o ex-ministro das Colónias, Augusto Soares, que liderou o processo de entrada de Portugal na 1ª Grande guerra e, no fim da guerra, integrou a comissão de paz que culminou com assinatura da declaração de paz;o general Barbosa que foi comandante do esquadrão do Minho e, finalmente, Porfírio Paiva que se destacou pela criação do comité de apoio aos prisioneiros de guerra portugueses.

Para além da apresentação da obra, a cerimónia evocativa a estes heróis amarenses e comemoração dos 503 anos do foral contemplou, ainda, uma mostra bibliográfica e documental sobre a Grande Guerra e culminou com um concerto sublime pelos VoxAngelis, no Santuário de Nossa Senhora da Abadia. O momento musical em tributo ao centenário das aparições de Fátimafoi protagonizado pelos cantores Pedro Miguel Nunes e Liliana Bolyakova, pelos violinistas Serguey Arutiunian e Larissa Shomina, pela violoncelista Katerina Mikusova e pelo guitarrista Artur Caldeira.